Cifra da Música Tardes Morenas de Mato Grosso - Sérgio Reis


A- A A+

Introdução: A7 D A7 D C Bm D7 G 
 
G                        D7                            G 
Com a rainha do meu destino fui conhecer o jardim de Alá 
             D7             G           Eb          D 
Onde nas flores de madrugadas ainda cantam os sabiás  
G                          Dm             G7           C 
Tardes morenas de Mato Grosso a paz do mundo achei por lá  
           Am              G 
Arvores lindas e bem cuidadas  
             E7         A7               D7          G 
Soltando flores amareladas sobre as calçadas de Cuiabá  
 
            A7           D           A7              D 
Domingo triste da despedida chora viola lá no ?Crespim" 
               D7         G             D7              G 
Deixei o Mato Grosso do Norte e pela Deusa chorando eu vim  
     F                       C           Dm             C 
Eu fiz pra ela um simples verso, o universo sorriu pra mim  
        D7                  G 
Minha viola brilhou nos campos  
                             Eb               D7            G 
Devido aos bandos de pirilampos nos verdes campos de lá Coxim  
 
G                     D7                       G 
A novo aurora tão radiosa aconteceu e segui além  
              D7             G           Eb                  D 
Em Campo Grande passei pensando porque será  quero outro alguém   
G                        Dm             G7              C 
Mais um amor assim repentino as vezes vale por mais de cem 
      Am                   G 
Tratei do modo tão caprichoso  
          E7             A7            D7               G 
Aquele lindo rosto formoso, olhar manhoso de quem quer bem  
 
          A7            D              A7                D 
Adeus rainha matogrossense não sei se foi meu bem ou meu mal  
            D7              G          D7               G 
Só sei que nunca na minha vida eu conheci outro amor igual  
          F              C           Dm           C 
Adeus gatinha tão carinhosa estatua viva escultural  
      D7                 G 
Adeus menina de fala franca  
                            Eb              D7          G          
Que tem a graça pureza e panca da garça branca do pantanal!